Sobre

DIA NACIONAL DO DOADOR DE SANGUE


Veja na integra tudo sobre essa notícia.

DIA NACIONAL DO DOADOR DE SANGUE

“Somos todos do mesmo sangue”: 25/11 – Dia Nacional do Doador de Sangue


Com a campanha “Somos todos do mesmo sangue”, hemocentros de todo o país se unem durante a última semana do mês, com o objetivo de homenagear o Dia Nacional do Doador de Sangue, celebrado no dia 25 de novembro. A ação, que começa no dia 23 e vai até o dia 28, é inédita e visa a destacar a importância desse gesto, sobretudo durante a pandemia, período onde houve queda de até 50% no número de doações em algumas regiões do Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue de forma regular. Esse número fica um pouco abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), mas bem atrás dos 5% registrados em países da Europa. As doações constantes são essenciais para os estoques de plaquetas, que ajudam no controle de sangramentos e são usadas em tratamentos contra o câncer, por exemplo.

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado e armazenado em um banco de sangue ou hemocentro, para uso subsequente em transfusões de sangue.

O sangue é um composto de células que cumprem funções como levar oxigênio a cada parte do corpo, defender o organismo contra infecções e participar na coagulação. Nada substitui o sangue.

A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador, pois a recuperação ocorre imediatamente após a doação. Uma pessoa adulta tem em média cinco litros de sangue e em uma doação são coletados, no máximo, 450ml de sangue. É pouco para quem doa e muito para quem precisa!

Ao se candidatar a doar é preciso passar por uma entrevista que tem o objetivo de dar maior segurança para o doador e para os pacientes que receberão o sangue, sendo de extrema importância responder as perguntas com sinceridade!

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e assim beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada.
Os componentes são distribuídos para os hospitais para atender aos casos de emergência e aos pacientes internados.